Dinheiro não vai te trazer felicidade e este é o motivo | Oi Seiiti Arata 17

Rate this post

Oi! Seiiti Arata Dinheiro não vai te trazer felicidade e este é o motivo: 1

Os limites do dinheiro Pra começar, não existe uma relação clara e linear entre a felicidade e a riqueza monetária Pra quem está na miséria e tem acesso a um pouquinho de dinheiro pra conseguir pelo menos satisfazer as necessidades básicas, o dinheiro ajuda sim Mas passando disso, existe bem pouca satisfação obtida e o efeito da riqueza na felicidade vai diminuindo A gente se acostuma Chega uma hora que aquilo que podemos comprar já não traz a mesma alegria de antes

E isto pra algumas pessoas leva a expectativas maiores Ficamos na espera da próxima compra pra ter satisfação Não tem fim Comparando com os locais de miséria, nós estamos num ambiente relativamente próspero Nós podemos satisfazer as nossas necessidades básicas, temos acesso à Internet, água potável, eletricidade, abrigo e comida na mesa

Mas acabamos esquecendo de ter gratidão por tudo isso 2 Status também não ajuda Se o dinheiro não é a resposta pra encontrar a felicidade, será que podemos então contar com o status social? Ser reconhecido e admirado pelos outros? O problema dessa busca de status é que acabamos avaliando o nosso valor próprio através dos olhos dos outros Essa é uma vida reativa Deixamos de buscar o que queremos para nós mesmos

Pior: a busca de status também não tem fim Depois de subir na hierarquia, veremos que sempre tem outra posição com mais prestígio Não tem fim 3 Onde encontrar a felicidade? O trabalho é muito mais do que receber dinheiro pra pagar as contas

Trabalho bom é aquele gratificante que traz também um senso de propósito O descontentamento com o emprego e a busca por mudanças de carreira tem aumentado porque hoje nós queremos preencher todas as dimensões: queremos perseguir nossas paixões pessoais, nossos valores, explorar nossos talentos A insatisfação que sentimos no trabalho vem de expectativas que hoje são maiores do que nunca Não adianta só ganhar um salário decente, queremos que o trabalho seja um meio pra encontrar uma vida significativa E isso não é fácil

E aí, hein? Bom, nós podemos abaixar a bola Diminuir as nossas expectativas sobre o trabalho Procurar a tal realização fora do escritório Será que facilita? Nem sempre: muitas pessoas chegam em casa tarde, sem energia para fazer o que realmente amam “Cheguei moído, não quero saber de nada

” E amanhã tudo se repete É assim que ficamos presos numa prisão sem muros: o trabalho que não traz realização e sem termos perspectiva de mudança É viver esperando o fim de semana O caminho pra sair dessa prisão é ir atrás dos nossos sonhos Só que tem o risco de não dar certo

Mas sem fazer nada o risco é do arrependimento de nunca ter tentado E agora, hein? 4 Como lidar com escolhas É normal rolar incerteza e confusão quando temos que decidir algo relacionado à carreira Existem muitos caminhos para escolher e isso tem aumentado como se nunca viu antes na história Não estamos equipados para lidar com tantas escolhas

O paradoxo é que essa infinidade de possibilidades também não traz muita alegria Ao contrário, pode gerar ansiedade ter que lidar com uma overdose de escolhas No link (aratase/bt43) você vai ver um livro muito interessante sobre o que acontece quando temos que encarar muitas opções Podemos perder felicidade e experimentar uma espécie de paralisia

E, quando finalmente decidimos, ainda por cima ficamos insatisfeitos Sabe por quê? Por causa de todas as opções que deixamos pra trás Fica aquela voz perguntando: “Será que escolhi certo? E se cometi um erro? Será que não estaria mais feliz com outras possibilidades?” Quer dizer: ficamos assombrados pelo fantasma da possibilidade de termos escolhido errado 5 Reconquiste a liberdade de mudar escolhas Às vezes o problema não é o excesso de escolhas

É a falta É sentir-se preso naquela escolha já realizada A mudança é difícil Difícil por causa de todo o investimento que foi feito Gastamos tempo e energia no preparo pra chegar até esse ponto… e pra quê? Pra perceber que não era isso que a gente queria? Nossa! Pra muita gente isso é de cair pra trás

Não dá pra jogar tudo no lixo, parece que tem uma certa obrigação de coerência com tudo o que já foi feito no passado Pra piorar a coisa, nós temos que tomar decisões de carreira muito cedo Como é que um pirralho de dezoito anos de idade, graduado do ensino médio vai saber exatamente qual é o trabalho que está mais apto pros seus interesses, pros seus talentos, pra sua vocação? E quanto mais a gente progride na carreira, tem mais coisa em jogo Fica mais difícil abrir mão Todos esses anos, todo esse dinheiro, tanto que foi gasto em educação

Aquela rede de contatos A experiência Tudo isso é o preço do investimento que faz a gente se sentir obrigado a continuar Estamos vinculados Preste atenção: se você quiser fazer uma mudança de carreira, é fundamental portanto mudar a mentalidade pra superar esse tremendo obstáculo psicológico

Pense nisso como uma decisão entre dois tipos de arrependimento: ou você vai se arrepender agora abandonando a carreira que você já investiu tanto, ou você vai se arrepender mais pra frente por não ter tido a coragem de parar pra refletir e decidir ir atrás de um futuro mais gratificante, se estiver se identificando com essa história Nessa escolha, quero lembrar os aspectos psicológicos do risco Faz parte da nossa natureza ter medo da perda mais do que ter motivação para ir atrás do ganho Portanto, é normal fugir dos riscos, principalmente se eles são imediatos E achar que de alguma maneira as coisas vão se resolver no futuro

Se você assinar o nosso canal YouTube mais adiante você vai receber um vídeo futuro que nós vamos entrar em mais detalhes nisso Então, em vez de ficarmos limitados pelo risco e deixar o medo comandar a nossa vida, vamos resgatar a consciência de que provavelmente nós estamos exagerando um pouco, já que é da natureza humana ter esse receio diante de riscos Só essa percepção pode ajudar a ter uma visão mais objetiva sobre o risco adiante! Lógico que não é só isso Temos que colocar a mão na massa, ou seja, adquirir conhecimentos, fazer novas conexões, aprender com os erros dos outros e seguir melhores práticas Você com certeza já se cadastrou no nosso site ArataAcademy

com e já se matriculou nos nossos cursos para obter todas as ferramentas que você precisa! Pode contar conosco Se tem horas que você se sente preso em seu trabalho… ou simplesmente sonha em encontrar um outro trabalho mais gratificante, você não é o único A nova tendência é que o nosso trabalho traga significado e esteja relacionado com o nosso propósito Nesse desafio, vamos lembrar do risco de arrependimento sobre as escolhas que não realizamos hoje Muitas vezes é mais apropriado se mexer e optar por mudança de carreira

Desejo pra você um trabalho que transmita uma sensação de contribuir para o mundo de uma forma positiva Só bom salário e reconhecimento não são bons o suficiente Queremos que o nosso trabalho tenha propósito, significado, que nos dê liberdade Isso é o que veremos no próximo vídeo – se você é novo aqui, então aproveite pra se inscrever para o nosso canal!