O Homem Mais Rico da Babilonia – Resumo Arata Academy

Rate this post

Mesmo o bolso do homem mais rico pode rapidamente se tornar vazio conforme ele vai gastando Então a medida da riqueza não é quanto que a gente tem de reserva, mas sim tá baseado nas nossas fontes de renda

Isso tudo vai depender da nossa mentalidade e da nossa atitude Meu nome é Seiiti Arata, sou fundador da Arata Academy e hoje eu trago pra você o resumo comentado do livro "O Homem mais Rico da Babilônia", um clássico do George Clason E eu digo que é um resumo comentado porque é uma interpretação muito pessoal, minha aqui do livro, removi algumas passagens que eu acho que são um pouco controversas que eu não concordo muito e eu dou uma ênfase pra pontos que eu acho que vão te ajudar muito a ter bons resultados, eu vou inclusive te dar um link de download no final do vídeo O começo desse livro é bem legal porque ele tem dois personagens que decidem que tá na hora de acumular riqueza, então eles vão atrás do Homem mais Rico da Babilônia, Arkad, que inclusive foi amigo de infância deles E isso é muito interessante esse ponto é bastante importante porque todos eles começaram juntos, eles brincavam juntos, né

Eram da mesma classe social Na memória deles, na percepção deles, eles não se lembravam de ver o Arkad trabalhando mais duro que os demais pelo menos na percepção deles Então qual que era o segredo? Que que ele fazia de diferente? O Arkad, o Homem mais Rico da Babilônia, então começa a contar a sua estória, antes da gente começar com as recomendações específicas, pega um caderno, pega uma caneta e eu vou compartilhar com vocês alguns pressupostos, três pressupostos antes da gente começar O primeiro pressuposto é a gente entender quais são as leis universais do enriquecimento Tem dois tipos de pessoas que não acumulam riqueza

As pessoas que não entenderam as leis universais do enriquecimento e as pessoas, que apesar de entenderem, não praticam Saber sem praticar não adianta nada Certo? Segundo pressuposto, enriquecer é algo bom A riqueza, a riqueza é um potencializador pra vida A gente pode fazer mais coisas, a gente pode experimentar a vida em maior plenitude, eu costumo dizer que a riqueza é um amplificador, porque uma pessoa bem intencionada, pessoa do bem, ela vai fazer mais coisas boas e uma pessoa com más intenções, infelizmente consegue fazer mais maldade com mais dinheiro

Então pras pessoas boas é muito bom enriquecer É necessário a gente entender o potencial positivo que a riqueza permite realizar pra gente ter essa convicção que é um objetivo que vale a pena ser buscado Tem que querer porque sem uma clara intenção, não vai cair nada do céu E onde existe determinação existe um caminho Terceiro pressuposto, anote aí, a gente precisa de tempo e de estudo

Tempo todo mundo tem o mesmo é só uma questão da gente priorizar as coisas E sobre os estudos, a gente tem que saber encontrar as informações Como é que o Arkad encontrou as informações pra ele enriquecer? Foi através de um mestre, ele tinha um mentor Aí como conta a estória, o Arkad ele não era rico no começo, ele não tinha nada, ele era igual os dois amigos, miseráveis que foram lá pedir conselho pra ele E naquela época ele tinha que pagar as contas, ele procurou um emprego e o emprego que ele encontrou, na época, era ser escriba fazer anotações naquelas tábulas de

não 'tablet', ele não tinha um iPad, ele tinha aqueles tablets de argila, então ele fazia inscrições na nessas tábulas E era assim que ele pagava a comida de cada dia e mal dava pra fazer todos os pagamentos das despesas dele E daí, um dia, veio Algamish, um homem muito rico, que pedia um serviço gigantesco, impossível de ser realizado no prazo e o Arkad combinou que ele poderia completar o trabalho varando a noite toda, mas em troca ele pediria que o Algamish ensinasse ao Arkad, a como também se tornar rico Então anote aí no seu caderno, conselho que o Homem mais Rico da Babilônia recebeu em troca desse duro trabalho, varando a noite toda trabalhando Decida que de tudo aquilo que você ganha, uma parte é sua pra guardar

É isso, esse é o conselho que o Algamish deu e mais tarde ajudou o Arkad a se tornar o Homem mais Rico da Babilônia De tudo o que você ganha uma parte é sua, é pra você guardar Mas se eu falar: – não, peraí, calma Eu recebo o meu salário mensal, é tudo meu Não, não é

Porque uma parte, a gente paga o aluguel Então uma parte do dinheiro vai pro proprietário, uma parte eu pago o plano de saúde, então vai pro médico, vai pro administrador do plano de saúde, uma parte eu compro roupa, então o dinheiro não é meu, é do dono da loja, uma parte eu pago financiamento de carro, então esse dinheiro também não é meu, ele é do dono da concessionária, quando eu vou pra um restaurante dou meu dinheiro pro dono do restaurante Ou seja, pra eu enriquecer é importante guardar uma parte daquilo que eu ganho Em nenhuma hipótese eu posso gastar mais do que aquilo que eu ganho, porque diz aí o Homem mais Rico da Babilônia, tem que economizar pelo menos, no mínimo, dez porcento de tudo o que eu ganho Se possível guarde mais que dez porcento

E a cada ano se eu guardo dez porcento, o que acontece depois de dez anos? Tem gente que vai falar: – peraí, dez porcento, a cada ano, dez anos então eu tenho o equivalente a um ano de ganhos, mas não é verdade porque eu posso e devo fazer o dinheiro trabalhar pra mim Posso investir e essa economia ao longo dos anos, ela vai me trazer frutos, eu vou plantar esses frutos e vou colher ainda mais Agora cuidado, quando você tem o dinheiro e você vai entregar esse dinheiro pra alguém, dê esse dinheiro pra quem entende das coisas, tá Teve uma história em que logo no começo, o Arkad juntou um ano de economias e ele deu dinheiro pra um fabricante de tijolos, esse fabricante de tijolos era amigo dele e falou: – olha, eu vou viajar pra Fenícia, eu vou comprar joias e vou revender Parecia um plano ótimo, com um pequeno detalhe, ele entendia muito de tijolo, mas ele não entendia nada de joias

E quando ele foi pra Fenícia, ele comprou um monte de pedrinhas coloridas, vidro colorido que não valia nada, ele foi enganado Perderam tudo Provavelmente você conhece alguma estória parecida no nosso mundo contemporâneo, hoje, alguém que vai se aventurar numa área e que não entende muita coisa, acaba perdendo tudo Pelo menos o Arkad ele já tinha o hábito, ele já tinha adquirido aquele hábito de economizar dez porcento a cada mês, então nos próximos doze meses ele continuou economizando e ele procurou um melhor investimento, ele procurou comprar bronze pra um fabricante de escudos Então veja o progresso no acúmulo de riqueza do Arkad

Primeiro ele começa a guardar uma parte daquilo que ele ganha pelo menos dez porcento, no mínimo dez porcento e depois ele começa a estudar pra identificar bons investimentos Mas ainda falta uma parte importante o lucro desse investimento, nesse empreendimento de bronze pra fabricar escudo, que que ele tava fazendo com esse dinheiro? Ele pegava o dinheiro e gastava em banquetes, bebidas, roupas bonitas, finas Quer dizer, todo o fruto do investimento tava sendo consumido, aí veio o mentor, o Algamish deu uma bronca obviamente no Arkad e falou: – olha, se você quer enriquecer, você não pode fazer isso, você tem que plantar os seus frutos É isso, bem simples, né? Então pra enriquecer, primeiro a gente tem que querer somente querendo que a gente consegue algo E daí a gente vai atrás de aprendizado, e por fim nós vamos praticar

O que que a gente tem que aprender e praticar? Nas palestras que eu dou falando esse livro O Homem mais Rico da Babilônia, eu costumo falar de três mandamentos, não tá isso não tá no livro é uma forma minha de explicar, uma interpretação minha, tá Primeiro mandamento, gaste menos do que você ganha, no mínimo você vai guardar dez porcento do que você ganha se você puder, guarde mais sempre lembrando de obviamente, aproveitar a vida sem exagerar, né

Não tente guardar exageradamente mais do que você consegue porque daí você perde o fôlego, não consegue dar continuidade no longo prazo Pra controlar os nossos gastos, primeiro a gente tem que entender uma coisa, os desejos são infinitos e conforme a gente mais ganha mais o nosso desejo aumenta, a gente quer uma casa melhor, um carro melhor, roupas melhores, quer comer em restaurantes melhores, não é E esse comportamento pode levar a gente à ruína independentemente de quanto que a gente tem de dinheiro, por quê? Porque o desejo é infinito Então antes da gente assumir qualquer gasto, vamos sempre lembrar disso gastar menos do que a gente ganha E daí a gente vai definir os nossos gastos, vamos controlar os nossos desejos e contentar em viver uma vida em que naturalmente ninguém pode satisfazer plenamente todos os desejos, isso é loucura

Os desejos não serão plenamente satisfeitos, isso é normal faz parte da vida Existe um outro gasto numa categoria especial, que é o financiamento da casa própria, o Homem mais Rico da Babilônia diz que todo mundo deveria ter sua própria casa, onde ele mora, então o conselho seria você fazer um planejamento pra você ter a sua morada e você evita pagar aluguel durante a vida toda Esse conselho, na minha opinião é muito importante, mas a gente tem que avaliar com cuidado porque não é uma regra absoluta, tem que saber implementar bem esse conselho O custo do financiamento, ele tem que ter o preço justo, se os juros forem muito altos pode não ser uma boa escolha pra dedicar meu dinheiro Pode ser interessante eu até prolongar um pouquinho a fase que eu pago aluguel, mas não é só isso não, você tem que também levar em conta que as novas gerações gostam muito de mobilidade e o imóvel pode dificultar algumas mudanças de planos adiante, então tudo tem que estar em sintonia com os planos familiares

Por outro lado, o imóvel quando ele é bem escolhido, uma área talvez ainda carente de infraestrutura, que tem um grande potencial ainda de urbanização, ele é um investimento que tende a aumentar muito Isso pode valorizar muito, isso pode ser muito bom Segundo mandamento, faça boas escolhas Apenas considere conselhos de pessoas que sabem do que elas estão falando As pessoas experientes que têm resultados, pessoas bem intencionadas

Não perca dinheiro, conforme você vai acumulando riqueza vai aparecer muita oportunidade "imperdível" geralmente parentes, amigos, bem intencionados, mas que tão caminhando pra uma roubada eles vão te chamar pra ir junto Então, ao invés de você se encantar com uma possibilidade de um ganho incrível, mirabolante, prefira em geral menor ganho, menor risco, porém um ganho mais certeiro Um investimento com uma boa liquidez é aquele que você pode resgatar quando você precisa, com mais agilidade quando é necessário Na vida nós estamos sempre expostos a muitas oportunidades eu vou falar um palavrão agora, sabe o que que é um procrastinador? Procrastinador é o enrolador, aquele que deixa pra mais tarde, aquele que se ocupa com outras atividades de menor importância só pra ele poder se distrair e fugir daquilo que é mais importante, um pouco mais complicado O procrastinador, ele deixa a oportunidade passar, ele deixa pra depois, ele acha que ele não tem tempo, ele acha que agora não é a hora certa, ele pensa: – ah não, eu tenho que pensar com calma, não é

É interessante ver que o livro O Homem mais Rico da Babilônia ele dá uma ótima lição de produtividade pra nós, um dos maiores inimigos que nós temos, nas finanças é a falta de capacidade de decisão Oportunidade aparece, nem sempre ela vai ficar lá as boas oportunidades você tem que agarrar antes que outra pessoa venha ou que as circunstâncias mudem Porque a oportunidade não deixa de existir Então, não tomar uma decisão pode acabar se tornando a pior decisão de todas E sem nós termos o absoluto controle do nosso hábito de protelar, de enrolar, de procrastinar, nós vamos ser dominados por esse inimigo

Veja, nenhuma pessoa pega o salário do mês e joga pela janela ou taca fogo, ninguém abre a porta da casa e fica esperando o ladrão aparecer pra roubar a casa Por que então que a gente livremente, por nossa própria vontade a gente desperdiça nosso tempo com inutilidade? Você sabe do que eu tô falando, a gente faz hoje aquilo que vai me causar mal amanhã e eu deixo pra amanhã aquilo que eu poderia começar a me trazer um bem hoje Então fica essa pergunta pra reflexão O terceiro mandamento, invista as suas economias para que elas tragam frutos e daí você reinveste os frutos Prefira um risco baixo, evite perder dinheiro com operações arriscadas, em golpes que oferecem um ganho astronômico com pouco esforço

Evite investir naquilo que você não conhece, primeiro adquira conhecimento Tem um desdobramento dessa ideia de gastar menos do que a gente ganha que eu gosto muito e até vou listar de uma forma separada Aumente a sua habilidade em ganhar mais, aumente a sua habilidade em ganhar mais Uma das formas mais diretas pra isso é a gente buscar a excelência seja qual for a sua atividade profissional sempre, sempre é possível melhorar os resultados, entender quem é que tá colhendo bons frutos e adotar essas boas práticas, geralmente as pessoas que trabalham com mais afinco, com mais paixão, com mais persistência, com mais curiosidade, mais interesse, mais ética, mais concentração, são as pessoas que colhem mais resultados, não é E isso tudo vai permitir que a gente possa implementar melhorias no nosso dia a dia

Olha, sempre dá pra melhorar o que a gente faz Melhorar a qualidade dos nossos serviços, dos nossos produtos, a velocidade que a gente entrega um resultado, com carinho, com palavra amiga, no respeito ao cliente, a dedicação, se você é empregado, dedicação ao seu trabalho, ao seu emprego, ao seu empregador, aos seus colegas de equipe, sempre dá pra melhorar e pra isso a gente tem que ter humildade, tem que tá aberto a críticas Uma outra forma da gente investir bem é em conhecimento Hoje eu tenho dinheiro, amanhã eu posso não ter, mas o bom conhecimento me ajuda sempre a ganhar mais constantemente, principalmente conhecimento de finanças, conhecimento de empreendedorismo, qualificação profissional, comunicação, isso tudo vai me ajudar ao longo da vida toda então vale muito a pena investir em conhecimento E note que geralmente isso traz frutos de uma forma devagar porém consistente

Não é que o pessoal fala? O que vem fácil vai fácil Na verdade, o que vem sem esforço, sem conhecimento o que vem sem conhecimento vai embora, por quê? Porque é o conhecimento que vai me ajudar a multiplicar e manter aquele resultado Então nós temos aqui vários desdobramentos dessa ideia de investir pra colher mais frutos, veja que ainda nós estamos falando dos desdobramentos desse terceiro mandamento, que é investir pra colher mais frutos E não é recomendado investir em áreas que a gente não conhece, tem pessoa que vai falar: – peraí, eu tô numa cilada Se eu tô fazendo minhas economias, guardando dez porcento daquilo que eu ganho muito bem, como é que eu vou investir se eu não entendo de investimento? Com conhecimento

Esse conhecimento ele não precisa, nem deve ser apenas teórico, ao contrário, tem que ser prático, quanto mais prático melhor Por isso uma forma interessante de você adquirir conhecimento é com voluntariado, é você se aproximar de profissionais que atuam em áreas lucrativas e você se oferece pra fazer alguma tarefa gratuitamente, em troca de experiências, experiência vale muito dinheiro Isso vai alavancar o seu potencial de lucrar ainda mais no futuro Uma das regras de ouro do Homem mais Rico da Babilônia é você investir o dinheiro sob orientação de homens sábios, muito bem, perfeito, meu comentário pessoal é que não adianta o cara ser apenas sábio, ele tem que ser de confiança também O Brasil, a gente tem, infelizmente, uma quantidade muito grande de pessoas com más intenções querendo empurrar pirâmides, falsas promessas, até bancos, respeitados bancos têm vários produtos financeiros cheio de taxa oculta de administração que vão prejudicar a sua rentabilidade e ninguém vai te falar isso

É isso, vamos revisar então os três princípios? Primeiro gaste menos do que você ganha Segundo, faça boas escolhas e terceiro invista pra colher melhores frutos Esse aqui foi um vídeo bem rápido, eu vou passar pra você em algum lugar aqui na tela, o link de download, aquele download que te prometi e espero que você aproveite bem Meu nome é Seiiti Arata, da Arata Academy esse aqui foi o nosso vídeo resumindo e comentando o clássico livro, o excelente livro, altamente recomendado O Homem mais Rico da Babilônia Você pode assinar o nosso canal YouTube pra receber mais novidades, novos vídeos e depois você confere o link que tá aqui na tela e você faz o seu download

Um abraço forte e até logo