Usar reservas para dar de entrada em um imóvel ou morar de aluguel? – #CerbasiResponde

Rate this post

No "Cerbasi Responde" de hoje quero resgatar um tema tradicional aqui nesse nosso canal que é a questão de alugar ou financiar, mas tem uma questão bastante específica que vale a pena ser explorada na pergunta do Pedro Bortoloci que ele coloca o seguinte: Bom, vamos lá Duas reflexões importantes na questão do Pedro Bortoloci

Primeiro eu quero fazer uma crítica à reflexão que você coloca sobre o custo mensal do aluguel: R$ 2200 incluindo IPTU e condomínio Está falha essa reflexão porque se você, Pedro, comprar esse imóvel, pagar os R$ 375 mil, você também vai pagar condomínio e IPTU, então a análise tem que ser feita em cima do valor do aluguel que em uma estimativa de R$ 2200 no total, acredito que em torno de R$ 1300, R$ 1400 seja o valor real do aluguel desse imóvel Um alerta para todos que estão avaliando a possibilidade do aluguel: hoje quando você vai a uma imobiliária alugar um imóvel, normalmente vão perguntar quanto você quer pagar de aluguel e condomínio e IPTU, e as pessoas, ingenuamente falam: "Quero pagar R$ 2 mil, R$ 2500" Cuidado, porque as imobiliárias estão cobrando o seu percentual de serviço não sobre o aluguel, mas sobre o aluguel, sobre o condomínio, sobre o IPTU que, no meu entender, é um abuso, uma cobrança indevida porque o serviço é sobre o aluguel e não sobre a manutenção daquele imóvel que você pretende morar

Ressalva feita, reflexão para o Pedro sobre se é melhor ele dar os R$ 200 mil de entrada e financiar R$ 175 mil ou pagar o aluguel Pedro, nenhum nem outro, talvez o meio termo se a ideia é ter a propriedade, se você avaliou essa como sendo a sua propriedade, se a ideia é comprar, você não deveria raspar toda a sua reserva, ficar sem nenhum tipo de reserva de emergências para depois pagar só o financiamento Tem R$ 200 mil, se o seu custo mensal, por exemplo, estiver na casa dos R$ 5 mil, eu manteria uma reserva de emergências de umas 6 vezes o seu custo mensal, uns R$ 30 mil, por exemplo, daria de entrada a diferença para financiar um montante menor, para ter um alívio nas prestações, isso se você fosse comprar Você, Pedro, colocando que está morando com os pais e que pintou um imóvel legal, que pode ser comprado ou alugado, me remete à ideia que é muito debatida no "Cerbasi Responde" e nos "Drops de Inteligência Financeira", às quintas-feiras, que é a ideia de você manter uma flexibilidade enquanto quer mudança na vida Você é jovem, está começando a sua vida independente, nesse momento comprar a casa própria significa assumir um custo fixo que certamente vai limitar suas escolhas, escolhas de trabalho, por exemplo, você decide morar nesse lugar, só vai procurar trabalho perto desse lugar, quando na juventude o mundo é o seu local de trabalho e também restrições financeiras, você assume uma prestação muito pesada, certamente maior do que os R$ 1400, R$ 1500, no máximo, de aluguel, para uma condição de pagamento que vai durar anos, décadas que certamente vai limitar a ousadia do seu trabalho, você quer experimentar uma carreira, você quer experimentar crescimento com o custo fixo alto? Você vai recusar propostas mais ousadas que paguem um pouco menos

Eu recomendo a flexibilidade do aluguel não só pela questão financeira, mas pela liberdade estratégica que você tem de ousar na sua carreira O trabalho que te paga R$ 3 mil não está legal, vá para um trabalho que te pague R$ 1 mil, mas que te permita crescer Quem tem um custo fixo alto não consegue ter essa liberdade Foram várias ressalvas feitas com relação tanto a análise do custo do aluguel, quanto comprar ou alugar, zerar as reservas, que eu espero que tenha ajudado a todos aqueles que estão em uma situação de transição na vida, lembrando que quanto mais mudança você quer na sua vida, mais recomendável é a flexibilidade que o aluguel traz Isso não vale só para o imóvel

Hoje se aluga imóvel, se aluga automóvel, se aluga equipamentos de um consultório dentário, de uma clínica, qualquer coisa Está começando uma atividade? Experimente, deguste com o aluguel para, uma vez que você chega a conclusão que é o seu caminho, lá na frente você compra e elimina o lucro daquele que presta o serviço de aluguel para você Espero ter ajudado Sucesso em suas escolhas